Publicado por: estrelasnaparede | Novembro 29, 2007

Atenção: post confuso!

Apetecia-me mergulhar na almofada e sentir o cheiro que nela deixas, tão subtil, que me lembra tudo. Gostava que pegasses em mim como se eu fosse uma boneca, me sentasses e contasses como tudo é perfeito lá fora, e melhor ainda, me pusesses às tuas cavalitas e me levasses pelo mundo.

Existem os dias bons, os inesquecíveis, os dias maus…

Hoje sinto-me tudo. Doente, com sono, com raiva, cheia de coisas para dar, com pensamentos a voar… E por momentos penso que só queria ter uma vida normal, acordar de manhã e pensar “Fogo, vai ser igual a ontem!”. Hoje, aqui na sala, com as duas palacianas a dormir, os colegas de Documentário à frente, Premiere aberto, antibiótico do outro, portáteis pelo chão, quarto frio, sala quente, coração a 30 km, quero voar, quero partir para uma vida mais calma…

E só penso que adoro esta vida… Mas hoje, só hoje, gostava de ter uma vida normal. Uma vida simples.

E não sei que mais me apetecia, com sono, cansaço, irritação, apetecia-me nada e apetecia-me tudo. Vou pegar num papel começar a escrever com letras grandes, as horas a que me deito e as horas a que acordo. Depois vou pensar que sou um Alien, porque ninguém dorme tão pouco durante tão pouco tempo. E adoro a vida de NTC, mas odeio-a como se fosse uma assassina…

“Quando tudo pode correr mal, tudo vai correr mal.”

E agora eu vestia-me, saia para a rua e partia para os meus sonhos. Era isso que eu queria. E por mais que queira hoje só me apetecem os sonhos simples, os sonhos feitos de flores, os sonhos feitos de almofadas, de sorrisos, de tudo e de nada… Não me apetece ser web-designer, nem Assistente de produção, nem investigadora. Critico tanto o meu pai pelo sonho dele mas hoje, o sonho dele, de ter uma casa isolada no interior do país, parece-me algo fantástico. Quero paz, quero sonhos, quero deitar a cabeça devagar, sentir o primeiro impacto da fronha da almofada fria, cobrir-me, virar-me e ajeitar-me, sentir o aconchego, fechar os olhos, pensar em nuvens e depois.

d o r m i r

You need to take that bus
Goodbyes aren’t all that good
Mother is in a mess
What are you gonna do if nothing happens?

Nothing happens
Nothing happens
Nothing happens around here any more

Leaving the girls behind
Goodbyes aren’t all that good
Daddy says you’ll be fine
But what is he gonna say if nothing happens?


Responses

  1. Pá. Sublime. Perfeito.

  2. Se nao deres nada em NTC podes escrever livros sobre “como nos sentimos”, porque acho dificil encontrar melhor descrição ;)


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: