Publicado por: estrelasnaparede | Outubro 16, 2008

enviar cv’s – essa aventura gira

Todos aqueles que já se meteram na demanda pela procura de um emprego ou de um biscate e que para isso já tiveram que enviar o seu Curriculo Vitae, sabem a seca que é.
Para além disso, ficamos sempre com a sensação que ou ninguém vai ler, ou que alguém vai apagar, ou que vamos ter uma resposta do género “de momento a vaga já foi preenchida agradecemos o seu CV” ou “de momento não estamos a contratar ninguém mas ficou adicionado à nossa base de dados”. E lá ficamos uma hora, duas, um dia ou dois à espera, pelo sim ou pelo não que irá vir num e’mail de resposta.

Quando andava a procura de trabalhinho, enviei imensos e’mails e tive sorte e até tive uma resposta positiva, proposta essa que é um novo desafio da minha vida. Só que entretanto tive algumas respostas a dizer que não, logo depois de enviar o e’mail, mas eis senão quando, ontem recebo no meu e’mail passado 3 ou 4 semanas, uma resposta, que eu tenho que partilhar com vocês!
Primeiro pense “Não posso contar isto a ninguém!” “Que mega vergonha!” e depois começei a pensar “Que raio é que tem o meu CV para ter semenhante resposta?” e depois pensei “C****o, também não me vou deixar ficar!”.
E aqui fica nas linhas seguintes a resposta ao e’mail que eu mandei. Nesse e’mail falava da minha vida em termos académicos actualmente e naquilo em que gostava de trabalhar neste momento e claro em anexo o CV. E a resposta fantástica que tive foi esta:

Olá..
motivada…varias areas….tens tempo.
I like your msg.
sou produtor de projectos audiovisuais e gostaria de te conhecer um pouco melhor..
os nossos instintos decidem depois o resto, okay.
ate a vista

by

À qual respondi assim:
Olá,

sou motivada, domino e gosto de várias áreas, tenho tempo sim. Mas sou profissional e conversas sobre instintos não fazem parte dos meus desígnios profissionais. Agradeço um pouco mais de respeito e seriedade.

cumprimentos

E à qual comento agora:
Caro ___ , seja lá quem fores ou que empresa for a tua, espero que saibas que o mundo é um lugar estranho e pequeno, onde tudo é possível de ser encontrado, pelo que vou colocar neste post, deste blogue as tags suficientes, para que os teus amigos quando forem pesquisar pela tua empresa no google, ou até mesmo o teu patrão vejam o que tu respondeste a uma rapariga como eu que só queria uma oportunidade de trabalho. Tenho-te a dizer que graças a ti dei bastantes gargalhadas e que gostei imenso de te responder. Só para não te sentires mega importante, tenho-te a dizer que este post é mais um serviço público que presto à comunidade. Avisar toda a gente que podem enviar um Currículo e receber propostas indecentes é um dever meu. Um Lema!
Espero que encontres alguém com que possas estravazar os teus instintos. E acho que devias dar um workshop sobre “Como encontrar potenciais namoradas/amantes/whatever em Currículos” porque sinceramente ainda não percebi a ideia.
Cumprimentos,
Ah! Se é o patrão deste senhor e está a ler isto… Espero que perceba o porquê de eu ter realizado esta negritude sobre “si” ou o seu “empregado” e que não me leve a mal.

Boa sorte para a tua vidinha.


Responses

  1. Se o Senhor Engatatão te enviar segunda resposta, partilha aqui :)
    Do best, fartei-me de rir com este post!

  2. Há tanto lado por onde podes pegar….

    Drogas, Alcool, falta de chá, falta de profissionalismo, ou apenas uma abordagem diferente das habituais. Afinal, o pessoal das artes tem o seu Q de estranho, aluado, drogado, coiso, que muita gente desta especimen faz questão de demonstrar (maior parte das vezes nem é esse o seu real fundo…).

    Não gostei desta primeira abordagem, confesso, mas não sei até que ponto não tentava responder com sinais de fumo ou morse. Afinal, nada melhor para exprimir sentimentos que recuar aos nossos antepassados e utilizar os mesmos meios que eles… é que, na realidade, tu também és artista e és diferente!

    :D beijinhos espelhinho**

  3. Meu Deus!

    Este mundo está louco.

    ahahahah.

    Haja gente louca para nos fazer rir :)

    beijinhos

  4. Opah, nunca tinha visto tal coisa, lol. Gostei da tua atitude! :D

  5. Porque não deixares-te levar pelo instinto?
    Gostei particularmente da frase: “I like your msg” no meio do texto de resposta.

    Há lá cada coisa que até ao The Great Eye escapa.

  6. lol!!

  7. okay ja sabemos k consegues construir minimamente uma frase.. dentro do teu contexto e objectivo muitissimo ignorante.

    baseando me nos meus principios uma regra basica é nao fazer o k tb nao quero k me façam. é simples e foi me ensinado por uma pessoa mt especial.

    concluo k tu nao tivesta a mesma sorte.

    outra origem é carma. pode ser real ou nao mas vive se melhor acreditando nele.

    outra atitude nos meus principios é nao perder tempo nem energia com pessoas negativas e perdidas no sentido da vida como tu infelizmente estas. mas hj senti me um pouco obrigado a comentar te. e ja descobri o teu blogito ha mais de um mes mas prometo k vou ser breve.

    tenho pena de seres uma pessoa k na leitura da minha msg tenhas encontrado uma das ideias mais erradas possiveis. é completamente ridiculo e do mais baixo nivel o teu acto de julgares uma pessoa apartir de uma poucas palavras, ao k reages sujando uma das informaçoes mais importantes que um individuo pode ter. o meu nome. sinceramente tb nao tenho medo do que as pessoas podem pensar negativamente ao ler o teu paleio. enfim..

    eu nao obrigo pessoas fazerem coisas. mas se tiveres um pequeno grao de consciencia moral elimina a informaçao em debate.

    tenho varias realidades que provam eu ser um dos bons ponto final. e nao preciso de partilha las.

    nao gosto de educar pessoas kuase adultas mas porfavor apaha juizo e deixa as pessoas em paz.

    sei einfach keine schlampe mehr okay?

  8. r, para uma pessoa tão adulta que não quer estar a ensinar outros adultos, mais valia teres aprendido a escrever antes de escreveres o que escreveste. Gostei da do Alemão (ou língua germânica), mas, como dizem os ingleses, baby steps… primeiro o Português, ok?

  9. O meu instinto diz-me é que pessoas deste género não chegam é a lado nenhum :)
    Como diriam pessoas bem sábias da vida (e adultas por sinal) quanto mais alto se está (considerando-se “um dos bons”) maior é a queda.
    Essas frases meio luso-inglesas/alemãs ranhosas lembram-me alguma coisa… Ah! Já sei, recordam-me o Zezé Camarinha nos seus momentos Zen (e cheios de carma) :D

  10. Por motivos óbvios, os nomes e os emails que existiam neste post foram apagados.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: