Publicado por: estrelasnaparede | Maio 10, 2010

Madrid o tour :)

Olé amigos! Que tal? Vou-vos contar tudo ou quase tudo da minha viagem! Vá dicas! Giras! Qualquer dúvida perguntem-me que eu não mordo :) Desculpem-me se vou misturar espanhol e português. Desculpem também, não ser extensa no post, queria mesmo era fazer o post e dar-vos umas dicas pequininas. Não levem nem a bem nem a mal :P


Madrid dia 1

Eis então que Marta viaja sozinha pela primeira vez na sua vida uhhhhh coisa chique a valer. Não pensem que fui sozinha de todo porque quis, fui sozinha e vim sozinha no avião e devo dizer, que temi pela minha vida! Isto porque na ida apanhei com o Paulo na tripulação. Meh ._. (créditos da Mariana para o meh).

De Madrid ao poiso onde fiquei fui guiada pela minha super guia Ana Luísa Cardoso (agências de viagens a menina safa-se bem!!!) :) Jantei num restaurante de nome estranho perto da habitacion da chica e comi uma espécie de americana mas em bom :P Algo que todos os amantes de americanas deveriam provar. Nessa noite, a Ana levou-me até Callao para beber o meu Latte con hielo (iced latte) e pelas ruas de Madrid passeamos, primeiro Praça do Sol, que para além de ser extremamente bonita e movimentada tem um bela inscrição no chão que indica o quilómetro zero. Daquele ponto iniciam-se as principais estradas espanholas.

Passeamos mais um bocadinho e depois casa, que a dona Ana está de Erasmus mas tem aulas à sexta de manhã CEDO!

Madrid dia 2

Acordei num dia assim para o cinzentinho, mas quando chegamos a Atocha, o dia já ia bem mais que cinzentão. A Atocha é uma zona extremamente movimentada, estando do lado da estação e olhando para o edifício do ministério da agricultura o “wow” é uma expressão gira. Tínhamos decidido ir ao Retiro, as nuvens não nos afastaram e lá fomos :) Choveu, si es verdad. Mas o que não faltam é árvores no Retiro, depois a chuva passou e conseguimos passear bastante, sim porque o bastante é a palavra dominante. O retiro é enorme, é lindo, é monumental. Isto já pensava eu com chuva, mas mais à frente já falamos.

Admiramos os cantinhos no retiro e depois Paseo del Prado, primeiro para baixo em direcção à Atocha, com paragem nos Donuts (ma-ra-bi-lha) e depois Starbucks (não perdoa) e depois para cima de novo. A ideia era tentar ir ao Prado, mas o passeio estava bom :) Rumamos para cima de novo.

Não me recordo (que tristeza) se foi neste dia que passamos pela Gran Via ou se foi no sábado.  Sei que não tenho fotos e sei que devem ir lá, passar por lá e entrar na H&M, numa das H&M’s. Gran Via é lindíssima, uma das ruas mais bonitas de Madrid, tinham-me dito que Madrid era um monumento que tudo ou quase tudo, era bonito mas a Gran Via é excelente.

À noite era a festa do livro ou Noite dos Livros e era espantosa a quantidade de gente que estava na rua a visitar livrarias e a comprar livros. Espantoso é também a quantidade parva de gente à noite. Estava calorzinho, estava. Mas faz bem à alma ver como um centro de uma cidade pode ser movimentado, coisa que aqui  não acontece.

Madrid dia 3

Buenos dias! Madrid num sábado fantástico e nós com uma meta: tínhamos que ir ao mercado de San Miguel, recomendação do pai da Ana Luísa e primeiro fomos almoçar em Sol e depois Calle Mayor até à mítica Plaza Mayor. Tudo lindo e maravilhoso, turistas e mais turistas, senhores estátuas e senhoras estátuas. Uma voltinha no mapa da Ana ali, outro no outro mapa e uns metros à frente lá estava o mercado. Apontem: Mercado de San Miguel. É um mercado super fofo, com lojas pequenas todas gourmet, e por gourmet devo referir que estou a falar com lojas do que é bom e do melhor e de todos os tipos. Pois tinhamos frutas, legumes, peixinho, cozinha francesa, tapas de cozinha de fusão ou nouvelle cuisine, tínhamos Sushi, massas italianas frescas, tapas, queijos, flores, doces, pastelaria austríaca (um atentado) e também havia um café amoroso português! Ovos moles, café Delta, vinho do Porto, tudo! Gente que nunca mais acabava e tapas e vinho a passarem pelos nossos olhos, mas o que me custou mais foram os doces. Pronto, comi um Macarron e fui feliz :)

De seguida fomos até à Catedral de Almudena (fica mesmo em frente ao palácio) e depois uma voltinha pelas imediações do Palácio (nem tentamos entrar, claro está, gente e mais gente, se quiserem mesmo ir sugiro irem ao site e informarem-se sobre os bilhetes, etc) . Ópera e Sol. Turistas e mais turistas.

Lá fomos nós de metro até ao Prado e depois: Museo del Prado, pois então. Das 17h às 20h de sábado é grátis para estudantes, se estiver a dar alguma informação errada, avisem. A-d-o-r-e-i! Para além de Goya e de Velázquez (As meninas pois claro) , adorei este quadro e vi este magnifico de El Bosco – o Jardim das delícias. O museu é imenso, vejam bem as salas que querem ver e depois organizem a visita. Não se pode tirar fotografias :P

Fomos a casinha e depois fomos a um belo e excelente restaurante cubano em Chuenca bom mas bom, não sei por onde começar, talvez pela sobremesa: Côco com queijo. Sim, ouviram bem, maravilha das maravilhas. Adorei! A dona Ana já é da casa e tem tratamento vip!

Madrid dia 4

Dia 4 foi dia de Reina Sofia, Museu de Arte Contemporânea. Lá ia eu, em busca do Guernica de Picasso. Bem, o Guernica é, como é que eu hei-de dizer, grande? Enorme? E de uma dimensão artística e histórica enorme. Adorei, das coisas mais belas que já vi.

Claro que também pus os meus olhinhos no Dali e gostei muito :) Não tivemos muito tempo para ver tudo de fio a pavio, mas fiquei satisfeita com o meu banho cultural. Dica da Ana: subem pelas escadas do edifício mais recente, penso eu do Museu e subam até “ao tecto” do mesmo. A arquitectura é brutal, a vista mais ou menos, mas rende umas belas fotografias :)

A minha guiaaaa =)

Depois disto, decidimos que um piquenique no Retiro, com o sol maravilhoso que estava, numa cidade que respirava maratona e exercício físico era o melhor que podíamos fazer. A quantidade de pessoas ao sol, a ler, as crianças a brincar, os cães, as pessoas no relax é astronómica. O Retiro é lindo! Estava cheio mas cheio e passamos uma tarde giríssima a descobrir mais recantos do retiro como o palácio de Cristal. É de aplaudir os espanhóis e o aproveitamento que fazem da situação, todos a curtir imenso o sol no parque, qual shopping, qual quê!

Rumamos à porta de Alcalá, depois a Cibelles, depois Calle de Alcalá e Sol. Lojas, passeio, lojas e passeio. Fnac! Fnac de vários e muitos andares, grande! Fnac. Mercado de San Miguel para mais umas guloseimas, plaza mayor para una cerveza. E assim foi!

Madrid dia 5

No dia de regresso, fui passar uma manhã gira a Callao e a Sol e oh pois vim embora de Madrid. Finalizando e em pouco tempo, consegui dar uma espreitadela em tudo o que era suposto, claro que não fui ao estádio nem vi o Cris mas na boa, não é por isso que vamos ficar chateados. Aconselho a levarem bom calçado, a levarem um mapa, a prepararem a viagem, saberem coisas importantes como o tempo ou a localização do Starbucks mais próximo(  :P E com isto vou quase nos 10 coisa pouca). É fácil chegar a qualquer lado em Madrid, aproveitem e olhem para todo o lado, vale a pena :)

Madrid me encanta :)

Advertisements

Responses

  1. Eu quero provar a americana! Eu quero uma dessas con hielo cenas! Eu quero viajar com a Marta!

    • Temos que ir temos que ir :D

  2. Finalmente, o post aguardado :)
    Já estive a fazer o roteiro para os quatro dias que lá vou e coloquei basicamente tudo o que viste. Agora não tinha era pequenos pormenores que referiste do mercado de San Miguel, da FNAC (que faço questão de visitar porque eu perco-me nas FNACs).
    Do que contaste aquilo que continuo com curiosidade imensa de visitar e de “perder” umas horas para aproveitar ao máximo é mesmo o Parque do Retiro. Onde quer que leia comentários a esse sítio todos dizem que vale a pena gastar mais que não seja uma tarde e relaxar por lá.
    Daqui a uma mês e tal depois eu conto-te como foi a minha aventura por Madrid!

  3. Ah, uma perguntinha que me surgiu em relação aos meios de transporte. No centro da cidade aquilo anda-se bem a pé (estou a falar em relação a distâncias ir desde o museu do Prado, passar pela Gran Vía e ir até à Plaza Mayor a pé, por exemplo, que é um dos roteiros que tenho para um dia) ou aquilo faz-se melhor a apanhar metro/autocarro).
    Tens ideia se existem passes metro /autocarro e a que preços?

    • Eu tirei um bilhete de metro/autocarro de turista de 5 dias logo que cheguei que foi 17 euros e pico. Como a Ana morava bastante longe do aeroporto (tinha que trocar de linha 3 vezes e depois apanhar um autocarro) e como íamos todos os dias pelo menos 2 vezes ou 4 de metro de casa dela para o centro, compensou-me o passe de 5 dias. Mas se fores ficar num sitio no centro, eu acho que se anda bem. Se andares bem a pé (tipo se não ti fizer confusão ir do Glicinias à Praça dar umas voltas no Fórum e depois voltar ao Glicinias) não precisas de comprar um passe de metro. Basta comprares um bilhete do aeroporto (e tou a supor que vais de abion :P) para o centro (ou para o sítio onde vais ficar) e depois na volta outro.

      Do Prado até à Plaza Mayor a distância a pé é a bem dizer do glicinias à praça, sendo que é mais agradável. Agora se tu fores no pico do verão provavelmente não será tão agradável. Por isso é questão de veres. Nós fizemos Porta de Alcalá, Calle de Alcalá e Mercado de San Miguel na boa :)

      Tenho aqui o teu postal!! LOL tenho que te mandar, ando imensamente esquecida no que toca a postais.

      PS.: TENS MESMO QUE IR AO MERCADO É MESMO GIRO! :) E comer lá!

      • Vou de carro e vou ficar na periferia da cidade. Só que estava a pensar em apanhar autocarros/metros do hotel para o centro da cidade, porque Madrid para ir de carro lá para o centro deve ser o caos para depois estacionar. E por isso é que perguntei por preços de passes. Acho que vou fazer isso de tirar um passe de cinco dias que é mais ou menos o tempo que vou ficar por lá também. Tu compraste o passe no aeroporto?
        Porque a minha ideia era deslocar-me da periferia onde vou ficar alojada para o centro e depois lá na cidade ando a pé (oxalá que o são pedro seja comedido quer na chuva, quer no sol, que lá quando esquenta é por demais também!). E pelas distâncias que falas faz-se na boa. Já tinha visto o mapa de Madrid (o centro) e as coisas mais fixes para ver ficam relativamente perto umas das outras.

        Não tem mal o postal, fico a aguardar :) Espero que Madrid tenha muitos e belos postais porque vou de carteira recheada para estourar em postais :P

        PS. O mercado está em falta no meu roteiro, não me posso esquecer de o adicionar!

      • Sim, comprei no aeroporto e ficou-me por 17 euros e qualquer coisa. A ver se esta semana não me esqueço de te mandar. O que lá não falta é postais :P Beijo!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: