Publicado por: estrelasnaparede | Agosto 27, 2008

Visitando o Porto

É com imensa pena, que vos digo que não posso colocar fotografias ilustrativas de uma bela visita que fiz hoje. Mas tentem imaginar, sim? Depois actualizo com fotos.

Ora, era suposto irmos à praia, eu e os meus pais, mas estava um tempo assim para o nublado, pelo que ao pequeno-almoço o meu pai sugeriu irmos a vários sitios como Braga, Viana do Castelo e eu disse então “Porque não vamos conhecer o Porto?” e lá fomos. Saimos de casa, Aliados, Sé.

A nossa primeira paragem, um dos pontos mais visitados do Porto, tem uma vista fantástica para o casario que se estende até à Torre dos Clérigos, tem como é claro a Sé Catedral, uma bela e singular vista sobre o rio. Vale a pena ir. Mas aviso que a zona em seu redor está um pouco degradada e mal tratada infelizmente.

Ponte D.Luís

Desde que estive no Porto naquelas semanas antes de começar o 2º semestre que me andava a apetecer atravessar a Ponte a pé. Hoje quando o fiz, sentia alegria e um medo desgraçado, porque tenho a sensação que as alturas me fazem confusão. A vista é tudo. A de Gaia, a do Porto, é tudo! A melhor, nem que seja uma vez na vida, atravessem a ponte, é fantástico. Mas não olhem muito para baixo, ok?

Vila Nova de Gaia

O.k. o passeio não foi só “o” Porto, mas uma visita de alguém de fora, não se faz só a visitar o lado norte, mas sim a visitar também Vila Nova de Gaia. Descemos por umas escadas mesmo à saida da ponte, fomos ter a uma rua que vai dar à entrada do tabuleiro inferior da ponte D.Luís, a rua é fantástica e aposto que aqueles moradores quando acordam e abrem a janela, vêm a vida com uns olhos diferentes por terem aquela paisagem ali tão boa à frente.

A marginal de Vila Nova de Gaia ou a Ribeira de Gaia, é um regalo, porque se vê o Porto, fantástico e nos lembramos da música do Rui Veloso:

“Quem vem e atravessa o rio
Junto à serra do Pilar
vê um velho casario
que se estende ate ao mar

Quem te vê ao vir da ponte
és cascata, são-joanina
dirigida sobre um monte
no meio da neblina.”

E sorri, muito, por pensar que vivo e nasci em tamanha cidade. Mais uma porrada de fotografias. E andamos até às Caves. Era quase uma hora e como iam fechar, decidimos tentar as Iscas de Bacalhau por ali, mas não tivemos  grande sorte e deixamo-nos estar pelo Cais de Gaia, a passear pela Ribeira de Gaia e a ver o movimento do Air Race, que já começa a espreitar com camiões da comitiva, etc.. E lá fomos às Caves.

Caves Sandeman

Passando a publicidade… LOL Fomos visitar as Caves do Vinho do Porto, coisa que eu nunca tinha feito. Já andei de barco no rio Douro, já fiz muita coisa mas as Caves foi inédito ou não me lembro. Ora tendo em conta que deixamos o almoço para o lado do Porto, o qual seria uma Francesinha no sítio habitual. Ir de estômago vazio (ou com o pequeno-almoço ainda, mas pouco, a dar de si) parece uma manobra arriscada. Tão arriscada que eu temi pela minha saúde quando vi que há prova de dois vinhos do Porto na visita, incluidos no preço da mesma. Mas lá fomos. A visita vale a pena pro vários motivos: pelas Caves que são um espaço emblemático de toda a concepção do vinho do Porto, pela história da Sandeman, uma das marcas mais antigas do mundo; mas para mim em especial foi importante porque eu não fazia grande ideia de como é que era feito o vinho do Porto, em especial (na escola ninguém me explicou, sou uma triste, sou pois!). Nunca vi tanto vinho na vida :P (dentro das pipas claro) e é sempre bom saber que há garrafas que chegam aos 3 mil euros. A prova foi pacata.

O regresso

Custou-me um bocadinho fazer a volta de regresso. Mas só porque tava cansada e com fominha, porque tive oportunidade de passar pela Ribeira do Porto de dia, coisa que não fazia à uns 10 anos talvez. Foi uma passagem rápida, mas deu para ver do lado de cá a ribeira de Gaia. Claro que no final, o prémio chamado Francesinha foi extremamente gratificante.

Em jeito de conclusão, se quiserem informações sobre preços (da visita às Caves, dos passeios de Barco, dos restaurantes da zona, etc.) digam, sim?


Responses

  1. Pois olha que eu ficaria muito agradecida com essas informações. Ainda ontem passei pelo Porto e fiquei com vontade de fazer turismo na cidade que também me viu nascer e onde costumo ir de vez em quando, mas nunca com o pretexto de passear.
    Eu adoro o Porto, adoro o Douro e tenho imensa curiosidade em visitar uma cave qualquer do vinho do Porto. E visitar as caves Sandeman seria se calhar a melhor experiência porque desde pequenina sempre simpatizei com a imagem de marca dessas caves – o homem da capa negra. Desconheço a história, mas presumo que ande em torno dessa figura emblemática.

  2. maaaaaaaaarta lol ;D bebeda:P

    kero dps ver mais fotos )D do dia d hj ihihihi

    maior beijo!!!

    ate manha ou ate 6a garantido ne 8D oh yeeeeeeah lol

    silva&pinto produçoes lol

  3. Ficarei 03 dias em Porto – de 08 a 10/08. O trajeto que você descreve foi feito a pé? Estarei sozinha, ainda assim é seguro? Quero fazer o passeio de barco e conhecer as caves.Pergunto: preciso reservar com antecendencia? Poderias me indicar uma companhia?

    • Olá,
      obrigada pelo comentário. O trajecto foi todo feito a pé. A ida a Sé, atravessar a ponte D. Luis e descer para a Ribeira de Vila Nova de Gaia (porque a Sé fica no lado da cidade do Porto e ao atravessar estamos noutra cidade: Vila Nova de Gaia) penso que quando chega a Gaia tem indicações para descer para a ribeira de Vila Nova de Gaia ou centro histórico. Senão siga pelo passeio que contorna o jardim que vai encontrar (jardim do morro) e encontrará uma rua à direita e é fácil.
      Para conhecer as caves é fácil agendar, porque há várias e é só escolher. Visitei as Sandeman que ficam junto a uma praça mas há Ramos Pinto que também aconselho, pela história da família.
      Não há uma só companhia a fazer os passeios de Barco, mas penso que qualquer uma é sem problema. Daqui a umas semanas vou fazer o passeio de barco de novo (já o fiz à muitos anos mas não me lembro por que empresa foi) e posso indicar qual foi.

      Nessa altura do ano, não faltam turistas, é seguro andar, contudo precaver-se de eventuais roubos é o melhor. Se tiver dúvidas pergunte a algum policia, entre numa loja, café e peça informações. Na Sé há um posto de turismo, se preferir antes de iniciar o percurso pergunte lá todas as indicações e locais por onde deve ir.

      Espero que goste do Porto :)

      Marta

  4. Só agora encontrei este site, e tenho pena de não o ter encontrado antes.
    A Ribeira é um dos meus sítios favoritos do Porto, e faço por a visitar com alguma frequência.
    Quem quiser ficar a conhecê-la só tem de dispor de um dia ou dois e percorrer as suas ruas a pé.
    São uns quilómetrozitos, mas vale bem a pena.
    Bons passeios e boas fotos a todos.
    :)

  5. Ah maravilhoso Porto!!! Eu para o ir lá visitar já usei várias vezes um site para alugar casas privadas! É sem dúvida o melhor método (e também barato de o conhecer). Adorei as fotos! E é verdade, muitas das pessoas quando imaginam o Porto nem imaginam que Vila Nova de Gaia não é o Porto! São duas cidades bem diferentes, mas bem semelhantes de alguma forma :)

    Aqui vai o site que usei para quem estiver interessado, alguns dos apartamentos são bem baratinhos e bem giros:

    http://www.homeaway.pt/search/portugal/porto-e-arredores/regiao:20560

    Infelizmente, claro está, não dividem Porto e Gaia! Mas pronto, não se pode ter tudo!

    Continuação de boas partilhas :)


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: